Disfunção erétil na meia idade

Metade dos homens com menos de 50 anos sofrem de disfunção erétil

Cientistas dizem que impotência sexual pode ser sinal de alerta precoce de pressão alta, bem como de diabetes.

Até metade dos homens com menos de 50 anos sofrem de impotência sexual, já que as taxas de impotência mais que dobraram nos últimos 25 anos, segundo um estudo. Os cientistas alertaram que a condição está se tornando assustadoramente comum para homens com menos de 50 anos, mas disseram que isso poderia ajudar a identificar aqueles com maior risco de ataques cardíacos, derrames ou morte prematura.

A disfunção erétil pode ser um sinal de alerta precoce de pressão alta ou colesterol, assim como de diabetes.

A impotência também tem sido associada a riscos aumentados de doenças cardiovasculares, demência, bem como, de morte precoce.

Os pesquisadores afirmam que os médicos urologistas devem considerar a triagem para impotência sexual, porque os homens podem não querer oferecer as informações voluntariamente.

Números e pesquisas sobre a disfunção erétil

Outra pesquisa realizada por profissionais reuniu dados de dezenas de estudos envolvendo milhares de participantes, de adolescentes a adultos na faixa dos 80 anos, em todo o mundo.

Até 50% dos homens até 50 anos foram afetados, com um estudo com menos de 40 anos no Brasil, constatando que a condição era mais comum entre 18 e 25 anos (35,6%) do que entre 26 e 40 anos (30,7%).

Como as ereções dependem de um fluxo sanguíneo saudável para o pênis, a disfunção erétil pode estar ligada a doenças graves.

O risco de morte por doenças cardiovasculares aumentou 43% entre os homens com impotência sexual , assim como aqueles com a condição tiveram 68% mais chances de desenvolver demência.

Estima-se que 322 milhões de homens em todo o mundo serão afetados até 2025, um aumento em relação aos 152 milhões de homens em 1995. Parceiros de homens com esse problema de ereção experimentam menor satisfação sexual, correlacionada com o grau de disfunção erétil em seus parceiros.

2 thoughts on “Disfunção erétil na meia idade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *